Santa Catarina registra aumento de roubos e furtos
Publicado em: 01/03/17

Dados da Polícia Civil mostram que houve crescimento de 16,5% nos índices de furtos e roubos de veículos entre 2013 e 2014.

Imagem Ilustrativa

 

O índice de roubos e furtos sofreram queda nos últimos três anos em Santa Catarina. É o que aponta um levantamento feito pela DEIC (Diretoria Estadual de Investigação Criminal), da Polícia Civil de Florianópolis.

Entre 2013 e 2014, 7.833 veículos foram furtados e 4.822 tomados de assalto entre setembro de 2012 e fevereiro passado. No ranking dos dez municípios que encabeçam o rol de incidência em ambos os crimes estão ainda Itajaí, Florianópolis, Balneário Camboriú, Criciúma, São José, Chapecó, Blumenau, Brusque e Palhoça, respectivamente.

Segundo os dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina comparando o primeiro semestre de 2013 ao primeiro semestre de 2014, o Estado de Santa Catarina teve um aumento de, aproximadamente, 16,5% nos índices de furtos e roubos de veículos. 

Em 2014 foram 197 veículos recuperados, entre clonados e furtados. O índice de recuperação destes veículos é baixo, segundo estatística da própria DEIC. De 12.655 casos de roubos ou furtos neste último semestre, em apenas 4.492 houve retorno do veículo para a mão de seus proprietários.

Os maiores índices registrados nos últimos três anos, são de furto de caminhão ou trator que em 2013 foram 333, 2014 de 377 e até o mês de maio deste ano 162.

Já o furto de carga foi de 159 em 2013, 210 em 2014 e 54 até o mês passado.

Outro alto índice é de roubo de automóvel/camioneta foram de 2236 em 2013, 3008 em 2014 e até o mês de maio 1374. Já o roubo de caminhão/caminhão-trator foram de 143 em 2013, 128 em 2014 e 81 até o mês de maio deste ano.

Quanto ao roubo de motocicletas, no ano de 2013 foram registrados 464, em 2014 foi 617 e até o mês passado 227 em 2015.

Os dados mostram ainda as ocorrências registradas nos municípios do meio oeste, como Joaçaba, Herval d’ Oeste e Luzerna em 2013 apenas três casos de roubo e furto foram registrados, um furto em carga de material de construção e outro furto de automóvel em Herval d’ Oeste e furto de gênero alimentício em Joaçaba.

Em 2014 houve aumento, foram registrados 10 casos, entre eles furto de duas cargas e um roubo de automóvel em Herval d’ Oeste, furto de duas cargas, furto de dois caminhões, roubo de dois automóveis e roubo de uma motocicleta em Joaçaba. 

Até o mês de maio deste ano foram registrados dois roubos de automóvel em Herval d’ Oeste. Um furto de carga e outro de material de construção civil em Joaçaba e dois roubos a automóveis em Joaçaba.

O município de Luzerna não teve nenhum registro de roubo ou furto nos últimos anos.

Conforme o delegado regional da Polícia Civil da Comarca de Joaçaba, Dr. Daniel Sá Fortes Régis, que atua no município desde o dia 12 de janeiro o histórico desses crimes vem baixando ao longo dos anos. “Desde que cheguei a comarca, registramos apenas dois casos, um roubo de veículo no começo deste ano e outro em março, um furto de guincho em Vargem Bonita. Os índices não são preocupantes e portanto não existem investigações em curso nesses casos. Nos dois casos, que citei os autores foram apontados e estão presos”, explica. “Entre os pontos que fazem do meio oeste um dos menores na taxa desses crimes, são as saídas das cidades sempre monitoradas e o trabalho ostensivo das polícias Civil, Militar e Rodoviárias Federal e Estadual”

 

 

FONTE DIARIO CATARINENSE